Sintetizando Relacionamentos – Conquista

O homem deve tomar a atitude de conquistar, depois de analisar que realmente vale á pena e é isso que deseja, mas nada de pressa, desespero da parte do homem pode assustar a mulher e fazer ela pensar que ele não é um porto seguro, ou seja, precisa haver atitude com responsabilidade, segurança e tranqüilidade …

Nesse mesmo aspecto, a mulher tem que saber se portar de uma forma que permita uma análise, para identificar se esse é o homem que ela deseja para um compromisso, pra isso ela tem que ser suficientemente madura e se conhecer para saber o que deseja,  se ele tem os valores que ela deseja, ou seja, ela também não pode apressar a situação, mas também não pode ficar pisando nele.

De acordo com as atitudes dele vá mostrando o que você quer, seja o caso de você querer conhecer melhor, ou o caso de você desejar apenas amizade, aja de acordo com isso, e se expresse em palavras também quando for apropriado.

Naturalmente, se houver compatibilidade e de acordo com a vontade dos dois, vem o conhecer melhor, ou seja, NAMORO … que fica para o próximo post.

Anúncios

Sintetizando Relacionamentos

Estou num processo para ser a melhor companhia possível para alguém que realmente mereça.
Por isso decidi escrever sobre esse assunto … RELACIONAMENTOS
Diante da minha análise, e é difícil admitir isso, mas muito do sucesso ou fracasso do relacionamento está na atitude da mulher, desde o inicio de um relacionamento.
Já vou explicar …
Hoje em dia os valores estão meio trocados, mas tradicionalmente falando, o homem tomaria a atitude inicial da conquista. Na mão da mulher estaria o poder de decisão, aceitar ou não. Mas o que acaba acontecendo é que muitas mulheres, senão todas, tem um problema crônico: achar que se não iniciar um relacionamento ou se terminar um relacionamento, vai ficar sozinha. Então ela aceita o pedido, muitas vezes sem analisar o mínimo suficiente se é ele que ela deseja.
O tempo passa, e as coisas caminham diferente do conto de fadas que estava na cabeça dela, então ela começa a tornar a vida do cara um inferno de tantas reclamações. Mas ela tinha o poder da escolha, de estar ali ou não. Vem aqueles altos e baixos: reclama, reclama, reclama, ele, não agüentando tantas reclamações, quer terminar, então ela chora, e tem crises de tristeza e revolta.
Até que provavelmente vai chegar um momento em que ela vai se dar conta que a única forma de acabar com esse ciclo, dos altos e baixos, é sair do relacionamento, seria bom se ela chegasse a conclusão e agisse de acordo, aceitando o fim do relacionamento. Mas não é tão simples assim, ela insiste, para não perder, nisso vem a possessividade. Por que? Para ter o tempo necessário para que ela termine e saia por cima da situação. Vem então, de forma desastrosa, o orgulho feminino, que esmaga a auto estima do homem, com as comparações, as ‘agulhadas’ e humilhações, depois o fim.
Muitos podem concluir que é assim mesmo, ou que existem algumas exceções, ou variações, acham que não tem como evitar essas situações nos relacionamentos.
Concordo que pode acontecer sim, mas chega um tempo que não desejamos mais passar situações de tanto sofrimento, aí que vem minha análise. E nos próximos posts vou explicar de forma realista, mas focando a maneira positiva de como pode ser cada fase de um relacionamento.

Acesse:
CONQUISTA
NAMORO
NOIVADO
CASAMENTO
Aguardem!