Sintetizando Relacionamentos – Noivado

Eu tinha prometido escrever sobre noivado… aqui estou, noiva! (quase esposa rs) Esse momento é muito bom, comprar as coisas pra casa e se preparar para o casamento. Vou expressar aqui algumas ideias que gostaria que a maioria das mulheres … Continuar lendo

Sintetizando Relacionamentos – Namoro

Na minha visão, hoje em dia, as pessoas distorceram o namoro, mas vou falar de acordo com o meu conceito tradicionalista, onde o namoro tem o objetivo de se conhecer para caminhar para o Noivado e depois para o Casamento. Sim, eu acredito no casamento! Mas focarei o namoro neste post.

Ninguém é dono de ninguém em nenhuma fase do relacionamento, mas é claro que o companheirismo deve crescer de acordo com a fase e o nível em que o relacionamento está.

Muitas mulheres não entendem isso, e logo querem estabelecer regras para o namorado que elas não aplicam nelas mesmas, por exemplo, impedir ele de sair com os amigos, sendo que ela pode passar uma tarde fazendo compras no shopping com amigas, ou implicar com uma viagem dele com a família, etc. O que os dois tem que pensar é que se existe amor não é uma saída com amigos ou uma viagem com a família sem o companheiro(a) que vai estragar tudo! E aí normalmente, as mulheres pensam: “Eu vou pedir para ele não ir, se ele me ama ele não vai”. O amor não deve se alimentar de chantagem, mas sim de respeito, de carinho, de compreensão e de muita empatia!

O namoro, sendo uma fase de conhecer, está sujeito a não dar certo, e pode terminar. Se um dos dois rompe com amigos por causa do namoro, já é o indício de um problema no relacionamento. Pense bem antes de fazer ou exigir que seja feito esse tipo de rompimento, pois o namoro pode não dar certo, e são amigos que ajudam a superar essas fases da vida, então valorize seus amigos e equilibre isso com seu relacionamento. É muito mais provável um namoro dar certo e progredir se há uma união com os verdadeiros amigos.

Ambos têm que entender o nível de compromisso do namoro, onde ainda tem suas vidas pessoais mesmo diante do relacionamento. Claro que conforme o tempo vai passando, mesmo dentro do namoro, essas coisas vão naturalmente mudando, um começa a ficar mais dependente do outro. Normalmente quem dita esse ritmo é o homem, que leva um pouco mais de tempo para se acostumar com a responsabilidade de um relacionamento. Esse tempo pode ser aproveitado para observar melhor o progresso do comprometimento do outro na relação. É um tempo que vai ajudá-los a perceber o quanto estão preparados para os próximos passos.

Uma atitude compreensiva de ambas as partes quanto ao nível de companheirismo de acordo com progresso do namoro pode evitar muitas discussões. O casal tem que ceder e entender um ao outro, usar sempre de empatia, ou seja, como eu gostaria que o outro agisse comigo, e agir dessa forma com ele. As divergências não serão totalmente eliminadas, mas poderiam ser mais brandas, menos freqüentes e mais construtivas.

Uma atitude importante: não abusar da liberdade que o outro dá no relacionamento. Deve haver um equilíbrio para que o relacionamento flua de modo leve e natural, não sufocar, mas também não largar.

Algo que vale para todas as fases do relacionamento é pensar bem se o que vai ser dito vale a pena, se haverá mais ganho do que perda. Se for apenas levantar uma discussão que não vai melhorar em nada a relação, o melhor talvez seja não falar, e dependendo do assunto ou das situações falar em outra hora e até de outra forma, falar de um modo que você mesmo desejaria ouvir.

Claro que não dá para focar todos os aspectos importantes do namoro, mas manter a paz e focar o conhecer é muito importante nessa fase. Conhecer e ser conhecido, nada de máscaras,  a intenção de ser melhor para outra pessoa não deve significar se esconder atrás de atitudes que não fazem parte de você. Melhorar sim! Enganar não!

Sintetizando Relacionamentos

Estou num processo para ser a melhor companhia possível para alguém que realmente mereça.
Por isso decidi escrever sobre esse assunto … RELACIONAMENTOS
Diante da minha análise, e é difícil admitir isso, mas muito do sucesso ou fracasso do relacionamento está na atitude da mulher, desde o inicio de um relacionamento.
Já vou explicar …
Hoje em dia os valores estão meio trocados, mas tradicionalmente falando, o homem tomaria a atitude inicial da conquista. Na mão da mulher estaria o poder de decisão, aceitar ou não. Mas o que acaba acontecendo é que muitas mulheres, senão todas, tem um problema crônico: achar que se não iniciar um relacionamento ou se terminar um relacionamento, vai ficar sozinha. Então ela aceita o pedido, muitas vezes sem analisar o mínimo suficiente se é ele que ela deseja.
O tempo passa, e as coisas caminham diferente do conto de fadas que estava na cabeça dela, então ela começa a tornar a vida do cara um inferno de tantas reclamações. Mas ela tinha o poder da escolha, de estar ali ou não. Vem aqueles altos e baixos: reclama, reclama, reclama, ele, não agüentando tantas reclamações, quer terminar, então ela chora, e tem crises de tristeza e revolta.
Até que provavelmente vai chegar um momento em que ela vai se dar conta que a única forma de acabar com esse ciclo, dos altos e baixos, é sair do relacionamento, seria bom se ela chegasse a conclusão e agisse de acordo, aceitando o fim do relacionamento. Mas não é tão simples assim, ela insiste, para não perder, nisso vem a possessividade. Por que? Para ter o tempo necessário para que ela termine e saia por cima da situação. Vem então, de forma desastrosa, o orgulho feminino, que esmaga a auto estima do homem, com as comparações, as ‘agulhadas’ e humilhações, depois o fim.
Muitos podem concluir que é assim mesmo, ou que existem algumas exceções, ou variações, acham que não tem como evitar essas situações nos relacionamentos.
Concordo que pode acontecer sim, mas chega um tempo que não desejamos mais passar situações de tanto sofrimento, aí que vem minha análise. E nos próximos posts vou explicar de forma realista, mas focando a maneira positiva de como pode ser cada fase de um relacionamento.

Acesse:
CONQUISTA
NAMORO
NOIVADO
CASAMENTO
Aguardem!